Best Baby

Olá Visitante!
Faça parte desta turma e registre-se no fórum.
Com certeza você poderá expor suas dúvidas e ajudar as colegas no que precisarem.

Destina-se a mamães, futuras mamães e demais pessoas interessadas em conversar sobre bebês e filhos. Os assuntos principais são amamentação, alimentação, crescimento, saúde e desenvolvimento e todas as dúvidas que nos envolvem nessa fascinante vida de mãe

Conectar-se

Esqueci minha senha

Últimos assuntos

» Book Gestante
Sex Out 07, 2011 2:46 am por Ciene

» Lista das Gravidinhas
Dom Set 18, 2011 4:48 pm por Ciene

» Lista das Treinantes
Dom Set 04, 2011 10:28 am por MarianaOMC

» Eu quero experimentar !!!
Seg Out 18, 2010 11:52 pm por maternidadeorganica

» Futuras mamães, vocês saberiam dizer por que yoga é tão recomendado na gestação?
Seg Out 18, 2010 11:09 pm por maternidadeorganica

» Gente nova no pedaço...
Seg Out 18, 2010 11:04 pm por maternidadeorganica

» maternidadeorganica@blogspot.com
Seg Out 18, 2010 11:00 pm por maternidadeorganica

» Fábulas para os Pequeninos! (E Pais)
Qua Jun 02, 2010 10:28 pm por MA

» Bom Dia !!!
Dom Maio 09, 2010 3:07 pm por Léinhasnts

Novembro 2017

DomSegTerQuaQuiSexSab
   1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

Calendário Calendário

Quem está conectado

2 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 2 Visitantes

Nenhum


[ Ver toda a lista ]


O recorde de usuários online foi de 16 em Qui Ago 27, 2015 11:19 pm


    Olá, sou a Kaïté

    Compartilhe

    KaiteDaPsicolor
    Usuário Fraldinha
    Usuário Fraldinha

    Mensagens : 2
    Pontos : 3000
    Reputação : 1
    Data de inscrição : 10/09/2009
    Idade : 41
    Localização : Corroios

    Olá, sou a Kaïté

    Mensagem por KaiteDaPsicolor em Ter Set 15, 2009 12:59 am

    Olá!
    Chamo-me Kaïté.
    Tenho dois filhos, um de 11 anos e um de 18 meses.
    Sou psicóloga clínica e criadora de bijutarias.
    Francesa, vim instalar-me em Portugal, com marido e filho, no mês de Agosto de 2007.
    Decidi não retomar logo o meu trabalho de psicóloga, mesmo se já o podia fazer com a população francesa de Lisboa. Desejava primeiro ter tempo para ajudar o meu filho, que tinha nove anos e ainda não sabia falar português, a adaptar-se à sua nova vida e à escola portuguesa. Desejava também eu própria ter o tempo de aprender a falar português o melhor possível. Demais estava grávida do meu segundo filho, que ia nascer cá em Portugal em Março de 2008, e queria poder ficar com ele durante os seus primeiros anos de vida.
    Depois dele nascer, descobri os porta-bebés de tecido com um pano alemão emprestado por uma amiga francesa. Logo achei este modo de transporte fantástico e indispensável.
    Já, 10 anos antes, passei muito tempo carregando o meu primeiro filho ao colo, mas utilizava um porta-bebé clássico. E apesar da comodidade e do prazer partilhado que este modo de transporte nos oferecia, fiquei obrigada de desistir do porta-bebé aos nove meses do meu filho, e tive que passar a utilizar o carrinho. O porta-bebé mostrava sinais de cansaço frente ao peso do Robin, e as minhas costas também! Num porta-bebé clássico o bebé não está bem aconchegado e a repartição de todo o seu peso faz-se numas correias de alguns centímetros de largura.
    O pano, ele, oferece as vantagens do porta-bebé clássico sem ter os seus inconvenientes. Tornámos-nos muito depressa incondicionais deste modo de transporte tão agradável e eficiente, tanto em casa como fora. O nosso bebé estava visivelmente feliz e chorava muito menos, e eu tinha de novo um pouco da minha autonomia – as mãos livres! – para realizar as tarefas do dia-a-dia. Tudo se tornava mais simples e alegre.
    Logo ficamos impressionados pela dificuldade de encontrar porta-bebés de tecido em Portugal. E no mercado mundial já existente, fomos confrontados à inexistência de porta-bebés de tecido conformes às nossas expectativas. Eram de tecido demasiado grosso e portanto demasiado quente, em geral muito caros, e de cores baças ou com demasiadas cores, não combinam com toda a roupa.
    Frente a estas realidades, decidi então criar a minha própria linha de slings e panos porta-bebés.
    E foi assim que, depois de meses e meses de pesquisas, de estudo, de trabalho, de costura, de realização dos guias de utilização… nasceram, por volta do primeiro aniversário do Félix, os porta-bebés Psicolor.
    Convido-vos a visitar o meu site
    www.psicolor.net
    Espero que vão gostar e querer ter um para o seu bebé!
    Continuo usar o meu sling laranja cada dia com o Félix e não sei como poderia fazer se não o tivesse...
    Até breve e boa visita,
    Kaïté
    www.psicolor.net

      Data/hora atual: Seg Nov 20, 2017 5:17 am