Best Baby

Olá Visitante!
Faça parte desta turma e registre-se no fórum.
Com certeza você poderá expor suas dúvidas e ajudar as colegas no que precisarem.

Destina-se a mamães, futuras mamães e demais pessoas interessadas em conversar sobre bebês e filhos. Os assuntos principais são amamentação, alimentação, crescimento, saúde e desenvolvimento e todas as dúvidas que nos envolvem nessa fascinante vida de mãe

Conectar-se

Esqueci minha senha

Últimos assuntos

» Book Gestante
Sex Out 07, 2011 2:46 am por Ciene

» Lista das Gravidinhas
Dom Set 18, 2011 4:48 pm por Ciene

» Lista das Treinantes
Dom Set 04, 2011 10:28 am por MarianaOMC

» Eu quero experimentar !!!
Seg Out 18, 2010 11:52 pm por maternidadeorganica

» Futuras mamães, vocês saberiam dizer por que yoga é tão recomendado na gestação?
Seg Out 18, 2010 11:09 pm por maternidadeorganica

» Gente nova no pedaço...
Seg Out 18, 2010 11:04 pm por maternidadeorganica

» maternidadeorganica@blogspot.com
Seg Out 18, 2010 11:00 pm por maternidadeorganica

» Fábulas para os Pequeninos! (E Pais)
Qua Jun 02, 2010 10:28 pm por MA

» Bom Dia !!!
Dom Maio 09, 2010 3:07 pm por Léinhasnts

Novembro 2017

DomSegTerQuaQuiSexSab
   1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

Calendário Calendário

Quem está conectado

2 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 2 Visitantes

Nenhum


[ Ver toda a lista ]


O recorde de usuários online foi de 16 em Qui Ago 27, 2015 11:19 pm


    Voltar a trabalhar (ou não?)

    Compartilhe
    avatar
    Andrea Vinet
    Usuário Fraldinha
    Usuário Fraldinha

    Mensagens : 2
    Pontos : 3070
    Reputação : 1
    Data de inscrição : 01/07/2009
    Idade : 40
    Localização : Gatineau, Canadá

    Voltar a trabalhar (ou não?)

    Mensagem por Andrea Vinet em Qua Jul 01, 2009 8:16 am

    A pergunta para a maioria das mães nos dias de hoje não é se elas vão voltar a trabalhar um dia, mas quando. Aqui no Canadá, 70% das mulheres com crianças em idade pré-escolar trabalham fora.

    As mulheres retomam o trabalho por diversas razoes, incluindo (mas não limitando) necessidades financeiras, avanço na carreira, satisfação pessoal, expectativas familiares e até pressão cultural. Se você tiver a opção de continuar em casa, cuidando de seus filhos, é importante lembrar algumas coisinhas...

    Essa não é uma escolha do tipo “ou tudo ou nada”. As mulheres de hoje enfrentam desafios que suas mães nunca nem sonharam, mas elas também têm alternativas. Nos últimos anos, algumas mulheres bem criativas inventaram novas formas de trabalho (não tradicionais) como free-lance, partilhando a função no trabalho e até começando seus próprios negócios.

    Qualquer que seja sua decisão, ela não é para sempre. Antigamente, casamento e filhos queriam dizer abandonar o trabalho ou a carreira de vez. Hoje, não mais. Muitas mulheres passam anos em casa, por opção, cuidando de tudo e de todos, e depois, retornam ao campo de batalha (o mercado de trabalho).

    Não importa a decisão que você tome, o importante é que ela seja a SUA, e de ninguém mais. Não deixe que nada, nem ninguém – a mídia, a sociedade, a família, os amigos próximos, ou até sua expectativa interna – ditar o que você deve fazer. Faça o que lhe parecer certo para você e sua família.

    Andrea Vinet
    www.beabademae.com
    avatar
    Kristal M.
    Usuário Fraldinha
    Usuário Fraldinha

    Mensagens : 2
    Pontos : 3066
    Reputação : 1
    Data de inscrição : 01/07/2009
    Idade : 34
    Localização : São Paulo l SP

    Re: Voltar a trabalhar (ou não?)

    Mensagem por Kristal M. em Qua Jul 01, 2009 9:36 pm

    Eu pude ficar 1 ano e 1 mês com o meu filho em casa e considero esse tempo que passamos juntos muito precioso. Voltei a trabalhar na mesma empresa de antes e o Marco foi para uma escolinha aqui perto do meu emprego em período integral. Além do motivo financeiro ter pesado bastante, eu tbm senti falta de estar no mercado de trabalho.

    Durante esse ano em que fiquei em casa nos apertamos financeiramente pois sabia que seria importante para o Marco, inclusive por causa da amamentação exclusiva até o 6º mês. Fico com bastante saudade dele durante o dia e quando nos encontramos é uma mamação e um grude só.

    Hoje ele tem 15 meses (quase 16), estamos adaptados a essa nova rotina e felizes. Acredito naquela frase: "Mãe bem e tranquila = bebê bem e tranquilo".

    beijos,

      Data/hora atual: Seg Nov 20, 2017 5:17 am